terça-feira, 15 de maio de 2012

Polícia Civil divulga lista dos mais procurados do Vale do Paraíba, SP

A Polícia Civil divulgou nesta segunda-feira (14), a lista dos criminosos mais perigosos da região. Os bandidos são procurados por diversos crimes como homicídios, roubos e tráfico de drogas.

Da lista, três já foram presos. Fabiano Rodrigo David de Campos, de 34 anos, condenado há 16 anos de prisão por homicídio e associação para o tráfico, estava foragido, e agora foi recapturado. Já Jeferson Gonçalves de Melo, de 26 anos, e Deivid Tavares Marinho, de 22, vão responder por tráfico de drogas.

As outras sete pessoas da lista já estão com mandado de prisão preventiva. Esse levantamento dos mais perigosos está sendo feito por todas seccionais do Vale, a pedido do Comando Geral da Polícia na região. A idéia é que, com a divulgação das fotos, os acusados sejam identificados e presos.

Segundo o delegado Seccional de Taubaté, Ivahyr Freitas os procurados são jovens, entre 22 e 34 anos, e tem um perfil parecido. "A maioria participa de homicídios, roubos e associação para o tráfico, ou tráfico de substâncias entorpecentes".

No restante da lista, apenas uma mulher. Ana Lúcia Rumich da Silva, de 27 anos, teria envolvimento com o tráfico de drogas.



Já Rafael de Oliveira Roze, de 29 anos, e Nelson José de Freitas, de 33, teriam participado do assalto à LG, em outubro do ano passado. Na ocasião, bandidos levaram R$ 1,2 milhão em cartões de memória da empresa.



Gustavo Freitas de Souza, de 29 anos, é procurado pelo roubo a uma transportadora. Luan Arnon Bastos Barbosa, de 22 anos, teria cometido um homicídio.



E Régis Valente dos Santos, de 23 anos, e Diego Marcos Belineli, de 26, são acusados de participar de um roubo de joias, em janeiro desse ano. Peças de prata, no valor de R$ 500 mil, foram levadas de uma família de Taubaté.



"Essa divulgação, ela é muito importante, porque nem sempre esses indivíduos se encontram aqui na região. Eles podem estar escondidos em outras partes do Estado de São Paulo, ou até em outro estado. Há determinação judicial do cárcere dessas pessoas, e as diligências continuam até que a gente consiga prender todos."


Se tiver alguma informação sobre eles, basta ligar para a Polícia Civil, no 197 ou no 181. Não é preciso se identificar.




fonte: VNews


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário